Potengi, verás que um filho teu não foge à luta!

Patinhas confirma projeto ousado do PCdoB/CE para eleições 2012


Em entrevista concedida ao Vermelho/CE, Carlos Augusto Diógenes (Patinhas), presidente estadual do PCdoB/CE, falou sobre eleições 2012, atuação do Partido neste período pré-eleitoral e sobre as perspectivas de crescimento da legenda. O dirigente também confirmou: “Inácio Arruda será o nome que o PCdoB indicará para a disputa da Prefeitura de Fortaleza”.



O dirigente destacou as útlimas atividades do Partido em duas frentes importantes de atuação: a instalação do Fórum Estadual dos Movimentos Sociais, onde o Partido busca discutir o trabalho junto aos sindicatos, trabalhadores, associações, entidades estudantis e movimento sociais em geral. Além disso, uma nova reunião da Comissão Política tratou do projeto eleitoral para 2012. “As duas frentes se articulam entre si. Uma ajuda e fortalece a outra”.



Projeto ousado para o Ceará



Durante a reunião da Comissão Política, deu-se a retomada das discussões acerca do projeto eleitoral do PCdoB no Ceará. “Já divulgamos o comunicado onde foram informados os assuntos abordados durante o encontro. Nele ratificamos que em 2012 teremos o maior projeto eleitoral do Partido no Estado. As eleições municipais nos darão a base para voos maiores nas disputas seguintes”, ratifica o dirigente que acrescenta: “Com o resultado das urnas neste ano teremos mais forças para as disputas em 2014. É preciso que estejamos fortes nos diversos municípios, com a eleição de prefeitos e vereadores”.



Patinhas cita como exemplo de força o PMDB. “Ele tornou-se um Partido forte nacionalmente porque tem representatividade em todo o país, administrando mais de mil prefeituras. Sair vitorioso nas eleições municipais nos dará alicerce para avançar ainda mais”.



Segundo o comunista, o PCdoB tem se destacado nacionalmente após as últimas eleições majoritárias. “Podemos citar a disputa no Governo do Maranhão e o aumento da bancada comunista no Senado. Assim, o Partido desponta e neste ano apresenta projeto ousado com o Ceará merecendo destaque no cenário nacional”.



Projeção em números



Atualmente, segundo Patinhas, o PCdoB administra 41 cidades no país e a expectativa é buscar eleger mais de 100 prefeitos, incluindo capitais e grandes cidades brasileiras. “Estão na mira do nosso projeto nacional, além de Fortaleza, cidades como Porto Alegre (RS), Florianópolis (SC), São Paulo (SP), Goiânia (GO), São Luiz (MA), Macapá (AP), Rio Branco (AC) e Salvador (BA), todas elas com bons candidatos que já se destacam nas pesquisas. Podemos citar ainda Olinda (PE), Campina Grande (PB), Foz do Iguaçu (RS), Contagem (MG), Coronel Fabriciano (MG), Nova Iguaçu (RJ), cidades importantes que demonstram o crescimento do Partido em todas as regiões do país”.



O PCdoB no Ceará



No Ceará, reforça Patinhas, o crescimento do PCdoB também merece destaque. “Atualmente temos dois deputados federais, um senador e disputaremos prefeitura em torno de 30 cidades, com bons candidatos e possibilidade real de eleição em, pelo menos 14 cidades. Além disso, estamos estruturados em 154 municípios cearenses e, em todos eles, apresentaremos pelo menos um candidato a vereador, conforme desafio lançado durante a 20ª Conferência Estadual do PCdoB”.



Período pré-eleitoral



Carlos Augusto destaca as ações do PCdoB neste período pré-eleitoral. Segundo o dirigente, o grande número de filiações e a estruturação do Partido em 154 municípios foram ações de sucesso nesta fase. “Fomos bem além do que pensávamos. A meta era alcançar 130 cidades com o PCdoB atuando. Além disso, aconteceram muitas renovações de diretórios, gente com sangue novo liderando o Partido nas cidades”, comemora. O comunista cita a filiação de Valdeverder Freitas, Prefeito de Farias Brito, além de muitos vereadores, ex Prefeitos, ex Vereadores, dirigentes sindicais, trabalhadores, intelectuais e jovens. “Filiamos muitos quadros importantes da sociedade e estamos com ‘corpo bom’ de candidatos para 2012”.



O processo de conferências municipais também foi avaliado como exitoso. “Realizamos reuniões e debates sobre o programa socialista e o projeto do PCdoB. Além disso, nosso objetivo de renovar os comitês municipais mereceu destaque. Eles serão os condutores das campanhas em cada município”.



O presidente estadual do PCdoB avalia esta primeira etapa pré-eleições. “Finalizamos a primeira fase da pré-campanha durante a nossa Conferência Estadual. Nela debatemos o projeto do PCdoB para os próximos anos, elegemos a nova direção estadual e filiamos novos quadros. O ato de abertura do encontro foi bastante representativo e contou com a presença do governador Cid Gomes (PSB), além de representantes de diversos partidos, deputados federais e estaduais, prefeitos e amigos. A plenária mostrou que o Partido mantém importante relacionamento com o mundo político”.



Nova fase



Patinhas destaca que o PCdoB entra agora numa nova fase pré-eleitoral da campanha. “Agora nosso objetivo é reafirmar e consolidar as candidaturas que temos a prefeitos, além de considerarmos necessário confirmar alianças nos municípios”. Outra preocupação neste período é a definição dos eixos das campanhas. “Precisamos identificar quais são os principais problemas de cada cidade, apresentar propostas de governo de acordo com a realidade concreta de cada município”.



Uma terceira atividade que está sendo desenvolvida pelos comunistas cearenses é a preparação do Partido para as convenções municipais, que serão realizadas em junho deste ano. “Já estamos articulado núcleos que serão responsáveis pela campanha em cada cidade, com a participação dos candidatos e de representantes da coligação. Serão os núcleos que irão dirigir cada campanha”, ratifica.



Importância dos comitês municipais e dos FIRs



Patinhas destaca o protagonismo dos comitês municipais nas próximas eleições. “Temos a compreensão da importância dessa batalha que se avizinha e por isso estamos tomando medidas de preparação desses núcleos para os próximos desafios. Será durante os Fóruns de Integração Regional (FIRs) que trilharemos o caminho de conhecer a realidade de cada município”.



No dia 04 de fevereiro já estão confirmados encontros na região do Cariri, em Juazeiro do Norte; Região do Jaguaribe, em Limoeiro do Norte; Região dos Inhamuns, em Crateús e em Itapipoca. Já no dia 11 de fevereiro, os encontros acontecerão na Região Metropolitana, em Fortaleza; na região Norte, em Sobral; e em Iguatu. “Nos Fóruns pretendemos reunir os atuais prefeitos do Partido, candidatos, membros da direção estadual, secretários de organização e aliados visando discutir o projeto eleitoral e como o PCdoB está se organizando para conduzir cada campanha”, informa.



Também durante os FIRs, destaca Carlos Augusto, serão feitos levantamentos onde a direção estadual terá uma visão geral da campanha em cada cidade. “Temos que nos manter organizados porque vamos disputar campanhas para prefeitura de 30 cidades e teremos em torno de mil candidatos a vereador. Deveremos definir os membros do Comitê Estadual que irão acompanhar as principais disputas de modo que possamos ter um quadro que nos apresente a evolução da campanha em cada região e em cada município. Isso exige uma visão de conjunto”, avalia.



Cidades em destaque



Carlos Augusto cita as principais cidades cearenses onde o PCdoB irá disputar, além de Fortaleza: Maranguape, com 113 mil habitantes; Crateús, com 73 mil habitantes; Potengi, Farias Brito e Graça. “Além dessas, temos boas perspectivas em municípios onde o Partido desponta com candidatos de muita visibilidade”. Ele enumera: Russas, São Benedito, Aquiraz, Paracuru, Santana do Acaraú, Novo Oriente, Solonópole, São Luis do Curu, Canindé, Barro, Abaiara, Baturité, Beberibe, Crato, Barbalha e Jati.



"Inácio Arruda disputará a Prefeitura de Fortaleza"



O presidente estadual do PCdoB/CE destaca a importância estratégica de Fortaleza nas próximas eleições. “Nesses últimos anos, o Partido se fortaleceu no Estado. Participamos das disputas para prefeitura em 1996, 2000 e 2004, com Inácio Arruda. Com isso, criaram-se as bases para, numa grande frente, sairmos vitoriosos em 2006, quando conseguimos eleger Inácio Senador além de Cid Gomes Governador”.



Diante disto, destaca, o PCdoB surge com legitimidade para lançar candidatura na capital. “Temos história de disputa, por isso consideramos natural apresentarmos candidatura própria. Conhecemos bem a cidade, temos um Partido estruturado, muitos filiados, amigos, nomes respeitados e, principalmente, temos propostas concretas para a cidade”, defende. Patinhas confirma: “Inácio Arruda será o nome que o PCdoB indicará para a disputa da Prefeitura de Fortaleza”.



Outra questão levantada pelo dirigente é a atual posição de Fortaleza diante do país. “Nos tornamos uma das maiores cidades do Brasil, com dois milhões e meio de habitantes. A Região Metropolitana soma mais um milhão e meio de pessoas. Contamos com uma zona industrial em desenvolvimento, temos o Porto do Pecém, e estão vindo a Refinaria e a Siderúrgica. Essas grandes obras vão impactar muito em Fortaleza e a cidade precisa ajustar o passo para este crescimento”.



O comunista destaca que o país vive em processo de crescimento, apesar da crise econômica mundial, e que Fortaleza não pode manter-se paralisada. “Temos que visualizar nossa cidade crescendo junto com o desenvolvimento continuado do país. O Ceará apresenta crescimento acima da média do Brasil e, em breve, o entorno da capital vai adquirir outro perfil sócio econômico. Então perguntamos: qual o impacto que estas grandes obras terão em Fortaleza? Como estará nossa cidade daqui a 30 anos?”



Patinhas cita a questão da mobilidade urbana como uma das grandes preocupações dos moradores da capital cearense, tema que os comunistas já estudam propostas. “O país está crescendo, as pessoas melhorando de vida. Não podemos questionar a quantidade de carros, mas devemos repensar o transporte público e encontrar soluções para a nova realidade que se apresenta para nós. Queremos ajustar a cidade à época de desenvolvimento que estamos vivendo”, ratifica.



De acordo com o dirigente comunista, o PCdoB tem discutido em seus grupos de estudo questões pertinentes à cidade. “Atuamos em diversas áreas: mobilidade urbana, transporte público, educação, saúde pública, combate às drogas, segurança pública dentre outros. Estes são problemas que buscaremos, com nossa candidatura, contribuir e elevar o tom do debate. Apresentaremos ideias e propostas viáveis para a solução dessas questões”.



Legitimidade de candidatura



Patinhas destaca o apoio do PCdoB nas candidaturas e mandatos da atual prefeita Luizianne Lins. “Em 2004, apoiamos Luizianne no segundo turno e em 2008 também contribuímos para sua reeleição. Participamos dos dois mandatos com nossos quadros qualificados e contribuímos para uma cidade melhor. Consideramos que agora termina este ciclo e temos legitimidade, assim como outros partidos aliados, para apresentar candidatos à disputa. Queremos apresentar nossa proposta para a população”.



Carlos Augusto ressalta que o PCdoB tem experiência concreta na administração da capital. “Ajudamos Luizianne não só com recursos, mas também na execução de ações. O Cuca da Barra foi iniciativa de Mariano Freitas, então secretário da Regional I; atuamos junto à Habitafor, com a ex-secretária Olinda Marques; discutimos o Estatuto das Cidades, de autoria de Inácio Arruda; conseguimos recursos para o Turismo, através de nossos parlamentares; temos experiência na área da saúde, com a gestão da Secretaria Estadual de Saúde de comunistas; administramos a Secretaria de Esporte e Lazer de Fortaleza (Secel), com o professor Evaldo Lima; e o Procon, com João Ricardo”, exemplifica.



Diante de todas essas questões, o presidente estadual do PCdoB avalia que o Partido tem condições de elevar o nível da campanha e contribuir apresentando ideias com soluções viáveis para os problemas da cidade. “Para isso buscaremos nos articular com os partidos aliados. Será através das alianças que poderemos viabilizar propostas concretas para uma Fortaleza ainda melhor. Nosso objetivo é chegar ao segundo turno e ganhar as eleições, mas sempre respeitando os demais candidatos da base aliada”.



Desafios do novo gestor



Patinhas considera que o novo prefeito de Fortaleza deve se basear num tripé: ousadia, planejamento e capacidade de execução. “O gestor deve ousar e pensar a cidade para os próximos 30 anos. Inácio Arruda tem se colocado nos debates e entrevistas que participa com propostas viáveis, integrando a capital às cidades da região metropolitana”.



O dirigente acrescenta que “para ter ousadia é preciso planejamento”. “Para atender os problemas concreto do momento é necessário pensar a cidade também a médio e longo prazo. É inadmissível que Fortaleza, há 12 anos, não tem instituto de planejamento. Como queremos viver na cidade do futuro se não nos preparamos para ele?”



O terceiro ponto do tripé, prossegue Carlos Augusto, está na capacidade de execução das obras. “O novo gestor precisa ter comando, acompanhar o andamento dos projetos e pulso forte para finalizar o que está previsto papel”.



Para o dirigente comunista, o PCdoB está presente na Prefeitura de Fortaleza dando sua contribuição para a melhoria da vida dos moradores da capital. “Nosso campo é o da presidenta Dilma e do governador Cid Gomes. Um bom prefeito deverá acompanhar esse projeto ousado, pensar nas questões do dia a dia e criar as condições para a Fortaleza do futuro. Temos bom relacionamento político e nossa base aliada cresceu. Consideramos natural que vários aliados também apresentem candidatos e ratificamos que não seremos oposição a candidaturas de esquerda. Nosso objetivo é apresentar nossa proposta e mostrar que Fortaleza precisa acelerar o passo, ajustar seu projeto de desenvolvimento que possibilite acompanhar o desenvolvimento do país senão teremos uma cidade estrangulada”. Patinhas finaliza destacando que este é o momento propício para uma gestão de ousadia com planejamento e grandes execuções. “Chegou nossa hora”.



De Fortaleza,

Carolina Campos

Postar um comentário

Postar um comentário