Potengi, verás que um filho teu não foge à luta!

FHC já prepara enterro de Serra


Por Altamiro Borges
A Folha serrista de hoje divulgou uma matéria curiosa, assinada por Catia Seabra e Mario Cesar Carvalho. Ela indica que o PSDB já prepara os argumentos para justificar a cada vez mais provável derrota de José Serra nas eleições para a prefeitura paulistana. Pelo jeito, o clima não anda nada bom no ninho tucano e as bicadas tendem a ficar mais sangrentas. O truculento Serra, que arrumou vários inimigos no interior do seu próprio partido, poderá ser descartado como bagaço em breve. Reproduzo a matéria da Folha:


*****
FHC diz a aliados que campanha de Serra flerta com conservadorismo

Tucanos acham que kit anti-homofobia não deveria ser abordado

CATIA SEABRA E MARIO CESAR CARVALHO DE SÃO PAULO

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso tem criticado duramente a campanha do tucano José Serra à prefeitura, especialmente o flerte do candidato com o que chama de setores conservadores.

Segundo tucanos, FHC lamenta, por exemplo, a aliança de Serra com os opositores da cartilha anti-homofobia produzida na gestão de Fernando Haddad no Ministério da Educação. O kit não foi distribuído por determinação da presidente Dilma Rousseff após pressão da bancada religiosa no Congresso.

Presidente de honra do PSDB, FHC alerta os aliados para o risco de Serra sair desta eleição com o rótulo de conservador após a exploração de temas como o kit contra a homofobia e o aborto - questão que abordou na sua campanha à Presidência em 2010.

AÉCIO

FHC também se queixa da resistência de Serra a conselhos, como o de levar o senador Aécio Neves à propaganda eleitoral já no primeiro turno numa tentativa de afastar os rumores de que, se eleito, deixaria a prefeitura para concorrer à Presidência.

FHC não é o único contrariado com os rumos da campanha. Amigo de Serra, de quem foi vice na chapa para o Palácio dos Bandeirantes em 2006, o ex-governador Alberto Goldman diz que não alimentaria o debate sobre o chamado "kit gay".

"Não foi Serra quem abordou. Mas, se fosse ele, não responderia. Diria que não tem nada a ver com a eleição para a prefeitura", disse.

Ministro da Justiça no governo FHC, José Gregori também demonstra desconforto com o tema. Segundo ele, a opinião de apoiadores de Serra, como o pastor Silas Malafaia, não retrata a do próprio candidato. Mas, numa campanha eleitoral, diz, essas discussões afloram. "O velho Serra, nesta altura da vida, não mudou", afirma.
Fonte:
 http://altamiroborges.blogspot.com.br

Postar um comentário

0 Comentários