Potengi, verás que um filho teu não foge à luta!

Centro de Formação Camponesa e Operária



CENTRO DE FORMAÇÃO CAMPONESA E OPERÁRIA
FOCO
“Os Princípios Comunistas tomados em seu aspecto mais simples são os princípios de um homem altamente instruído, honrado e de vanguarda; e esse princípio é: o amor à Pátria Socialista, a amizade, a camaradagem, o sentimento humano, a honradez, o carinho pelo trabalho socialista e uma série de outras elevadas qualidades fáceis de compreender para qualquer pessoa. A educação, o cultivo destas virtudes, destas elevadas qualidades, é a parte mais importante da Educação Comunista”. 
Na sociedade burguesa, está impregnada até à medula da hipocrisia e dos interesses egoístas das classes dominantes e tem um caráter profundamente contraditório, que reflete os antagonismos da sociedade capitalista.
O ideal dos capitalistas é que os operários e os camponeses sejam uns servos submissos que suportem sem protestar o jugo da exploração. Partindo dessas considerações, os capitalistas não quiseram desenvolver nos operários e camponeses o valor e a intrepidez, não quiseram dar-lhes a menor instrução, pois é mais fácil dominar gente atrasada e embrutecida. Mas com essa gente não se pode alcançar a vitória nas guerras de conquista, e esse mesmo povo, sem conhecimentos elementares, não pode trabalhar nas máquinas. A concorrência entre os capitalistas, nas condições do progresso técnico, a corrida armamentista, etc., por um lado, e por outro a luta dos operários e camponeses por sua instrução, obrigam a burguesia a proporcionar aos trabalhadores pelo menos algumas migalhas de conhecimentos; e as guerras de rapina a obrigam a inculcar-lhes valor, firmeza e outras qualidades perigosas para a burguesia.
Nenhum sistema de educação burguesa pode fugir a essas contradições.
Pois bem; apesar dessas contradições que, como já disse, residem na própria natureza da sociedade burguesa, as classes dominantes levam a cabo uma luta desesperada para subjugar as massas populares, utilizando para isso todos os meios, desde a repressão aberta até ao engano sutil.
Na sociedade burguesa, o trabalhador encontra-se, desde o berço até à sepultura, submetido à influência constante das ideias, sentimentos e hábitos que convêm á classe dominante. Essa influência se exerce por inúmeros canais e adquire às vezes formas mal perceptível. A igreja, a escola, a arte a imprensa, o cinema, o teatro e diversas organizações, tudo isso serve de instrumento para levar à consciência das massas a ideologia burguesa, sua moral, seus hábitos, etc..
Tomemos, por exemplo, o cinema. Referindo-se às películas norte-americanas, um diretor cinematográfico burguês escreve:
“Muitas das películas modernas constituem uma espécie de narcóticas destinadas a pessoas que se acham tão fatigadas que só desejam sentar-se numa fofa poltrona e serem alimentadas a colheradinhas”. Tal é a essência da educação burguesa.
A essa educação, elaborada durante séculos e destinada a fortalecer a posição da classe capitalista dominante e a conseguir que os oprimidos se resignem à sua situação, o Centro de Formação Camponesa e Operária- FOCO - opõe seus princípios educativos dirigidos em primeiro lugar contra o domínio da burguesia e a favor da ditadura do proletariado. 
A educação comunista difere radicalmente da educação burguesa não só no que diz respeito a seus objetivos, o que se compreende sem necessidade de demonstração, mas também por seus métodos. A educação comunista está indissoluvelmente ligada ao desenvolvimento da consciência política e da cultura geral e à elevação do nível intelectual das massas. Este é o objetivo visado pelo Centro de Formação Camponesa e Operária- FOCO 
“O objetivo principal e fundamental da Educação Marxista é proporcionar a máxima ajuda à nossa luta de classes”
Edson Veriato
Fundador do Centro de Formação Camponesa e Operária- FOCO
Estudante de Pedágogia
Militante do PCdoB
Diretor Estadual da UJS-Ce
Coordenador do MLT-Ce
Fundador da Atitude Revolucionaria Socialista-ARS
Presidente da Federação das Entidades Comunitárias do Municipio de Potengi-FECEMP

Postar um comentário

0 Comentários