Potengi, verás que um filho teu não foge à luta!

Juazeiro do Norte-CE: Protesto e tumulto marcam aprovação do PCCR dos professores

Hermínia Vieira/ Ceará News
Professora aos prantos. (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)
Protestos, vaias e spray de pimenta marcam a aprovação do Projeto de Lei, enviado pelo prefeito Raimundo Macedo (PMDB), que altera o Plano de Cargos, Carreira e Remuneração (PCCR) dos professores.

Com doze votos a favor e quatro contra o projeto, vereadores votaram contra os professores, ao aprovarem o projeto que retira direitos, reduz salários, aumenta a carga horária e corta benefícios dos professores que ficarem doentes no exercício da profissão.

Apenas Tarso Magno (PR), Glédson Bezerra (PTB), Rita Monteiro (PT do B) e Cláudio Luz (PT) votaram contra o projeto, e a favor dos professores. Os vereadores João Borges (PRTB), Zé Ivan Leiteiro (PT do B) e Mara Torres (MD) se ausentaram da votação. O vereador Cláudio Luz trocou duras farpas com o presidente da Câmara, Antônio de Lunga (PSC), que respondia dizendo “Quem manda na sessão sou eu, cale a boca”.

Presidente Antônio de Lunga com dedo apontado para Cláudio Luz dizendo que quem manda na sessão sou eu. (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)

A situação da tumultuada sessão se agravou quando manifestantes invadiram o Plenário e foram detidos pela Guarda Municipal e pela Polícia Militar, que atiraram spray de pimenta nos manifestantes.

Os manifestantes, professores, em sua maioria, gritavam “quadrilha”, “ladrões”, “bandidos”, “vendidos”. Como protesto, os manifestantes jogaram moedas e cédulas de dinheiro na tentativa de“comprar” o apoio dos vereadores: “Vocês são comprados, queremos comprar vocês”,gritavam.

Com dinheiro na mão professores desafiavam vereadores. (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)

Ao término da votação, mais confusão: manifestantes com ovos nas mãos aguardavam a saída dos vereadores da Câmara Municipal.

Manifestantes com ovos nas mãos aguardavam a saída dos vereadores. (Foto: Normando Sóracles/Agência Miséria)
Fonte: www.miseria.com

Postar um comentário

0 Comentários