Potengi, verás que um filho teu não foge à luta!

Jornada no Ceará divulga plebiscito popular e lembra Edson Luís


Aconteceu na última sexta-feira (28), em Fortaleza (CE), uma intervenção sobre o “Plebiscito Popular por uma constituinte exclusiva e soberana do sistema político”, realizada pela Federação dos Estudantes de Agronomia do Brasil (Feab-UNE).


UNE
Mobilização divulgou o “Plebiscito Popular por uma constituinte exclusiva e soberana do sistema político” Mobilização divulgou o “Plebiscito Popular por uma constituinte exclusiva e soberana do sistema político”
A proposta da ação, que faz parte da Jornada de Lutas da Juventude Brasileira desse ano, foi agitar e propagandear a pauta para os trabalhadores e trabalhadoras da cidade, apontar os problemas do nosso atual sistema político e colocar o plebiscito como ferramenta para alcançar melhorias no Brasil.

Segundo Juliana Alcântara, da Coordenação Nacional da Feab-UNE, a juventude está descontente com a atual situação do Brasil. “Com as mobilizações de Junho, foi perceptível a insatisfação da juventude brasileira com a precarização do transporte público e da educação no país, por isso, se faz necessária uma reforma no sistema político, que possibilite mudanças na vida da juventude, como o passe livre e os 10% do PIB para a educação pública“, destacou.

Realizada em um dos terminais de ônibus mais movimentados da cidade, o terminal do Antônio Bezerra, a atividade contou com a participação de estudantes vindos de vários estados do país, e lá, foram realizadas intervenções, como lambe-lambes, jograis e panfletagem esclarecendo qual a proposta do Plebiscito.

Para Beatriz Maia, estudante da Universidade Federal do Ceará (UFC), essa é apenas uma de muitas ações. “No próximo período, devemos potencializar as atividades em torno do Plebiscito Popular, criando comitês nas periferias, igrejas e universidades para fortalecer junto ao povo brasileiro a proposta da Reforma Política. Todo esse processo irá culminar na votação que ocorrerá na semana da Pátria, de 1 a 7 de setembro desse ano”, afirmou a estudante.

Edson Luís, presente!

Por iniciativa da UNE e Ubes, integrando mais uma atividade da Jornada de Lutas, as refeições nos restaurantes universitários da UFC foram gratuitas nesta sexta (28) no horário do almoço. O ato lembrou a bravura de Edson Luís e “descomemorou” os 50 anos do golpe civil-militar de 1964.

Há 46 anos, no dia 28 de março de 1968, o estudante secundarista Edson Luís de Lima Souto, então com 18 anos, foi morto pela Polícia Militar do Rio de Janeiro. Edson era um dos 300 estudantes que jantavam no restaurante estudantil do Calabouço. Ele fazia um protesto por melhorias na alimentação, quando foi alvejado com um tiro no peito. Os manifestantes conseguiram resgatar o seu corpo e o carregaram em passeata pelo centro do Rio até as escadarias da Assembleia Legislativa. A mobilização em torno da morte do estudante foi o estopim para a primeira grande manifestação pública daquele ano, que culminaria três meses depois na Marcha dos 100 mil.

O que é um Plebiscito Popular pela Constituinte Exclusiva e Soberana?

O Plebiscito Popular pela Constituinte Exclusiva e Soberana do Sistema Político é uma consulta popular organizada pelos movimentos sócias que fará a seguinte pergunta às pessoas: “Você é a favor de uma constituinte exclusiva e soberana sobre o sistema político?”. As pessoas poderão votar por meio de urnas distribuídas pelo país. De acordo com o vice-presidente da UNE, Mitã Chalfun, embora o Plebiscito Popular não tenha valor legal, ele exerce uma forte pressão política e social, permitindo que milhões de brasileiros expressem a sua vontade política.

A Constituinte é a realização de uma assembleia de representantes eleitos pelo povo para modificar a economia e a política do país e definir as regras, e o funcionamento das instituições de um Estado, como o governo, o Congresso e o Judiciário.

Fonte: União Nacional dos Estudantes

Postar um comentário

Postar um comentário