Potengi, verás que um filho teu não foge à luta!

Comunidades de Melosa e Alto Alegre é beneficiada com Casa de Sementes Criolas

Nesta Quinta Feira(23) de Julho nas comunidades de Melosa e Alto Alegre foi lançado o projeto casa de sementes com objetivo de promover inclusão produtiva de pelo menos 20 famílias de agricultores das comunidades referida.  O lançamento do projeto foi coordenado pela Comissão Municipal de Convivência com o Semiárido - PAC´S, Federação das Entidades Comunitárias do Município - FECEMP, Sindicato dos Trabalhadores Rurais - STTR e Associação Comunitária de Melosa.

A reunião foi ministrada pelos técnicos da Caritas Diocesana de Crato, Elenildo e Ramon que coordenara o projeto no município durante 14 meses.
Com as casas de sementes , os agricultores familiares terão acesso a sementes de qualidade (crioulas, adaptadas e varietais). A expectativa é ampliar a produção de alimentos que garantam a segurança alimentar e nutricional das famílias que já têm acesso à água por meio do Programa Cisternas.
foto/Edson Veriato




Até fevereiro de 2016, serão construídos 600 bancos comunitários de sementes crioulas no Semiárido com o objetivo de beneficiar pelo menos 12 mil famílias de agricultores que fazem parte do Cadastro Único para Programas Sociais do Governo Federal. Na ação, o Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), em parceria com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA), vai investir quase R$ 21 milhões.
 De acordo com o presidente da Federação das Entidades Comunitárias, Edson Veriato, a medida faz parte de um conjunto de ações para incluir produtivamente as famílias pobres da área rural. “Este projeto vai ajudar a enfrentar um grande desafio no Semiárido que é a implantação de sistemas produtivos que convivam melhor com a realidade da região. A produção e a disponibilização de sementes e mudas adaptadas vão contribuir muito para isso”, disse.

Postar um comentário

Postar um comentário