Potengi, verás que um filho teu não foge à luta!

14 de junho é greve geral contra a reforma da previdência



Kauê Scarim/PSOL
Anote a data no dia 14 de junho, trabalhadoras e trabalhadores de todo o país vão realizar uma grande greve geral contra a reforma da previdência e os ataques do governo Bolsonaro.
Nesta quarta, durante os atos do 1º de Maio que aconteceram de forma unificada em todo o país, foi anunciada a data da greve, convocada pelas centrais sindicais, a frente Povo Sem Medo e a Brasil Popular, além de diversos movimentos sociais.
A greve foi convocada em repúdio à reforma da previdência e aos altos índices de desemprego no país. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, o IBGE, 12,7% da população economicamente ativa está desempregada.
No ato de São Paulo deste 1º de maio, Guilherme Boulos afirmou que “não é uma reforma da previdência, nós temos que chamar a coisa pelo nome: é a destruição da previdência pública no Brasil. É tornar a aposentadoria, que hoje é um direito, um privilégio.”


Postar um comentário

0 Comentários